quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Não precisamos crer para nosso coração bater no peito, ou para respirar, é automático.
Acreditamos estar vivos porque vemos o mundo a nossa volta e tudo nos parece ser vida, podemos até estar mortos, que vamos continuar a crer que isso aqui é vida. Diante as pressões que "esta vida" exerce sobre nós, na maioria das vezes nos perdemos em lamúrias. Esta atitude demonstra-nos que não cremos ter força suficiente para mudar o que nos desagrada e de fato não temos, porque assim cremos. O mestre Jesus dizia: Tua fé te salvou. O ser humano traz em sua essência a centelha Divina, a chama criadora de todas as coisas no universo. Não temos como mudar a vida do outro, sem a total permissão deste, pois o cosmo é regido por leis universais. Contudo, a nossa realidade esta sim é da lei podermos modificar. O inimigo da raça humana, em tudo trabalha para tolher o processo criativo humano. A sociedade moderna, que nas grandes cidades nos traz tudo pronto, bestializa o ser, que fica escravo das "coisas prontas".
É tão evidente, que quanto tento ajudar as pessoas a desenvolverem uma autoestima mais duradoura, primeiro passo do processo criativo e fé, elas exigem fórmulas prontas. Quando se fala de trabalhar esse processo, aí elas emperram, não querem trabalho, de tão bitoladas que ficaram no comodismo das coisas prontas. Assim, permanecem nesse círculo vicioso de exigir dos outros, de Deus, da vida, mas nunca delas mesmas. Tenham Fé, esta consiste em se acreditar em alguma coisa, com a mente, o emocional, a alma, o sangue, as células, os fios dos cabelos, todos crendo em sintonia. Aí, dirá para aquela pedra no sapato, saia daí e a pedra sairá, pois nem mesmo ela duvidou da sua fé

O todo poderoso Google não responde a reclamações

Roubaram minha imagem na internet do google meu negócio. Assim, quando uma pessoa faz pesquisa no google com algum problema hidráulico,...