sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Os olhos profundamente perscrutam


 


Os olhos profundamente perscrutam
O que meu coração sente
Nos relâmpagos de saudade
Os clarões me são esperanças
A eclodir do peito sofrido
É verdadeiro amor
Hoje ausente

Sombras bailam difusas em contorcionismo
São as lembranças
Dos dias de sol, sob calor constante
Em noite clara com estrelas
Do peito exala o perfume das flores
Germinadas no âmago do ser
Cujo adubo é você, filha querida

Oh amada criança
Que minhas lágrimas por ti
Sejam milagres divinos
Como chuva em seu caminho
Derramando sobre vós
O melhor que o indizível
Em puro amor lhe reservou

O todo poderoso Google não responde a reclamações

Roubaram minha imagem na internet do google meu negócio. Assim, quando uma pessoa faz pesquisa no google com algum problema hidráulico,...