domingo, 9 de novembro de 2014

As trocas de energias consentidas e compulsórias


Este é um texto totalmente focado no espírito, continuar a leitura é por conta e risco do leitor.

Quando era adolescente lia a mão das pessoas. Com um simples toque já sabia tudo que precisava sobre a pessoa diante mim. Certa ocasião em meio a amigos chegados, uma moça aproximou-se de mim e pediu-me que lesse a mão dela, ao segurar sua mão disse-lhe: Você quer muito casar, mas não vai. Na mesma hora meus amigos a levaram embora e passaram a recriminar-me, pois o grande sonho dela era esse. Este episódio foi definitivo para que nunca mais lesse mais ninguém, já decorreram trinta e cinco anos, ela teve namorados, uma filha, mas nunca se casou. O que de fato quero dizer é que, se um simples toque pode trazer uma troca de energia “absurdamente grande”, dirá uma relação sexual. Na relação sexual, verdadeiramente a pessoa se tornará um só corpo, uma só carne. A troca de energia é tão intensa, que a penetração vai muito além do físico, inebriando a alma e a depender da energia recebida, experimentar verdadeiramente tanto céu, quanto o mais terrível dos “quintos dos infernos”. E vou mais longe, a energia de um único coito, leva seis meses para “sair”. A depender da frequência a pessoa passa a nem sentir mais “ela mesma”, ou seja, a própria alma. Uma pessoa perguntou-me por que as pessoas andam tão afastadas do espírito, respondo: Porque se disseminou tão fortemente o culto a sexualidade, banalizando o ato sexual, que as pessoas perderam a capacidade de serem elas mesmas. Assim um homem infiel que saia com prostitutas, que recebe enormes quantidades de energias diferentes, passará para ele tudo isso e o mesmo para sua esposa ou parceira. O mesmo vale para a mulher que tenha vários parceiros. Nesta mistura infernal de energias, as pessoas estarão mais perdidas do que cego em tiroteio. São pessoas drogadas por todo tipo de energia que receberam. Isso se sabe desde a antiguidade, quando a sexualidade sobe a espiritualidade cai. Antigamente diziam: Sexo só para procriação, mas o homem o faz por prazer e com inúmeros parceiros. Privados dos deleites celestiais os homens se prostituíram vivenciando hoje, quase nada do que são. Neste sentido de energia a camisinha não protege absolutamente nada. E como tudo é sujeito a diversas interpretações,digo: Não estou falando mal de nada, apenas conscientizando: Sexo exige muita responsabilidade, não apenas consigo mesmo, mas principalmente com o outro. Este tipo de responsabilidade, isso sim é amor.



O que vier no sentido de ajudar o autor na correção sintática e ortográfica será bem vindo.
Obrigado, paz e luz.

 https://www.facebook.com/santosdasne

O todo poderoso Google não responde a reclamações

Roubaram minha imagem na internet do google meu negócio. Assim, quando uma pessoa faz pesquisa no google com algum problema hidráulico,...