quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Um ver de si

O espelho reflete apenas o outro
Num pequeno ver de si
No peito há o ego
Num grande sonho de Deus

No pequeno vejo o outro
No grande vejo eu
Ao perceber-me
Digo, sou humano

No humano deposito
Todas as mazelas
De propósito
Isentando minha alma

Entre dois mundos
Transita o ser
Alguns sonham
Apenas crescer

Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=280893#ixzz3H0KUFVwk

Pingos De Luz