segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Sim eu posso

Sim eu posso
Eu posso, simplesmente porque penso assim. Eu posso não me curvar ao deboche, porque o riso dos outros, não intimida a minha coragem ou o meu ânimo. Eu posso sonhar o meu sonho utópico, porque não tenho medo de expor a minha face a beijos e agressões. Sim eu posso, porque a fome do mundo por carne fresca e sua sede por sangue, não matou em mim, o amor que sinto em meu coração. Sim eu posso, porque trago no peito a força do perdão ancorada na firme decisão do autoconhecimento. Sim eu posso, porque por mais que mergulhe nas trevas que a vida me impõe, sempre vai brilhar a minha luz. Sim eu posso, porque a mudança se inicia comigo e quando eu mudo, o mundo muda comigo. Sim eu posso voar e alcançar as estrelas do meu céu, criar mundos novos, me transformar em cometa e sair universo afora germinando vida nova. Sim eu posso, simplesmente porque “sou assim” e assim sou único e perfeito em minha imperfeição. Sim eu posso até gostar de alguém, mas é a mim que amo por ser templo de meu pai e este não se curva aos senhores da terra.

Lúcifer, o projetista

Niom se manifestava através de um universo infinito, com bilhões de dimensões imateriais, onde o elemento de criação era o mais sutil de...