domingo, 1 de setembro de 2013

Em busca de meu ser original

 Minha identidade

 

 Uma frenética busca por meu ser original

Minha identidade foi perdida nas águas profundas e escuras deste desconhecido de mim, que caminha estupefato diante de um incomensurável mistério que percebo enfim.
Minha visão se confunde diante tantos elos de um único ser a perpetuar-se por uma eternidade onde confusa a mente se perde em múltiplas teias. 

Navego a cegas por infinitos oceanos onde nenhuma referência se conecta a nada nesta total perda de uma história de mim.
Sonhos dentro de sonhos intermináveis que são cópias de cópias que se perderam de seus originais a bailarem em pura demência, sem jamais acordar. 

A imagem refletida no espelho é desconhecida, não reconheço tal forma, que por hora "me identificava".
Perdido de mim em um universo incognoscível em uma frenética busca por meu ser original.

Fora coisa inútil

Jogando fora os cacos A terra fértil   Para minha alma   Sonhei que caminhava com um grupo, quando percebi que alguma coisa e...