sábado, 27 de julho de 2013

O Zé capeta


Serra do cipó

 O zé capeta

  Bebia o sangue fresco de suas vítimas

Certa ocasião morei dois anos na região da serra do cipó em Minas Gerais. Foi ai que conheci o herói da nossa história, o lendário Zé capeta, cuja fama o precedia. Naquela época estava implantando uma fazenda na região e carecia de muita mão de obra, como haviam-me garantido que o tal Zé capeta era um ótimo operador de máquinas, o contratei. Minha teoria na época era a de que, "quem não arrisca não petisca".
De fato o Zé capeta era muito bom na sua profissão, sempre se deslocava com sua moto velha, caindo os pedaços e amarrada com arame, como representante da raça humana, bem que fazia justiça ao nome. Fora de seu horário de serviço e em finais de semana, passava a vida embriagando-se nos "botecos de copos sujos" da região, ocasião em que incorporava o "demo" e literalmente atacava as galinhas da região com as quais copulava.
Contam que após o ato, bebia o sangue fresco de suas vítimas e lhes comia a carne crua junto com as "tripas". Quem via o Zé capeta em serviço, assim como eu, chegava mesmo a duvidar da autenticidade de sua fama.
Uma história baseada em fatos reais, porém qualquer semelhança é mera coincidência.

O todo poderoso Google não responde a reclamações

Roubaram minha imagem na internet do google meu negócio. Assim, quando uma pessoa faz pesquisa no google com algum problema hidráulico,...