quinta-feira, 4 de julho de 2013

O perdão e a sua ação libertadora

 A energia do Guerreiro

  Jogada de mestre

 



Existe uma conjuntura que é cósmica, tentar se localizar na vida sem ter a intenção de alargar a mente na busca da compreensão desta conjuntura é um fator cerceador da liberdade, uma vez que praticamente tudo na terra prende o ser a padrões arcaicos e retrógrados, minha ideia de prisão com tudo que vivi nos planos internos, ganhou um vulto enorme, pois ao tentar libertar um ser, me vi tão aprisionado quanto ela, a diferença é que sabia disso, pelo simples fato de perseverar em olhar na direção certa, ou seja, para dentro de mim e ao fazê-lo, descobri um mundo absolutamente impensável e desconcertante.
Outro fator que me ajudava era o fato de dentro de mim saber que era um ser "buscador", um ser assim tem muito do dinamismo cósmico, pois o mesmo não para em nenhum pensamento, crença ou religião, estar sempre em busca da verdade é fundamental, pois o que se busca é a compreensão da mente cósmica, que tudo cria a todo momento e vivemos neste oceano de criações.
Na fase deste resgate em que carecia destruir as paredes da prisão, manifestei a energia do Guerreiro e ajudei o ser aprisionado a investir contra tudo em sua cela, até que a mesma ganhasse a liberdade, ela já podia andar livremente, aparentemente fazer escolhas, mas ainda não tinha sido de fato libertada, apenas estávamos a lidar com oficiais no escalão hierárquico das trevas mais graduados, que são aqueles que se opõem a evolução do espírito humano ou simplesmente contestam a linha evolutiva deste universo, suas artimanhas são revestidas de sutilezas difíceis de ser detectadas e requer iluminação interna cada vez mais potente.
Nesta fase se trabalha tudo que possa agregar potencia à luz que o ser já irradia, como o perdão, porém para se chegar a ter a oportunidade de perdoar e agregar a força energética que isto trás é preciso viver situações, em que se possa empregar o perdão, porém, quando se começa a ter estas oportunidades a grande maioria das almas, não conseguem perdoar e este foi o caso do ser, cuja tarefa de libertar me cabia, a mesma por não visualizar a prisão da qual tinha sido removida, não julgava necessário perdoar nada daquela situação e de fato não, pois não tinha nenhum rancor e se julgava feliz.
Então sem que eu ao menos desconfiasse minha alma já tinha feito uma jogada de mestre, pois ela sabia que tudo que estava fazendo seria usado contra mim e de fato o foi, quando o ser aprisionado se sentiu livre, não mais aceitou a minha presença e passou a me odiar por tudo que havia feito, agora eu era as trevas e todos os outros a luz, mas o trabalho estava pronto, havia inserido nela a única possibilidade real de iluminação e libertação que é possível para este momento atual na escala evolutiva daquele ser, se e quando a mesma conseguir atingir a ação libertadora do perdão.
Percebem como são realizados os planos de realidades libertadoras, obtive aprendizados na escola do amor e no ser foi inserida uma chama permanente que pode libertá-la a qualquer momento, depende apenas dela se perdoar e não mais pensar em mim, como culpado disso, ou daquilo, mas isso a nível profundo e não da boca para fora, o que fiz para ela me odiar tanto, bom, vamos inserir nos capítulos seguintes, descubra, você mesmo.
Inimagináveis são os caminhos evolutivos, dizem que "Deus não constrói nada em linhas retas.


Leia também o resgate de uma vida esquecida
 http://www.sendoluzmaior.com/2013/06/o-resgate-de-uma-vida.html

Pingos De Luz