sábado, 8 de junho de 2013

Quem sou eu? De onde eu vim, para onde eu vou?

Acho que somos, arrogantes, infantis, soberbos e orgulhosos, em não admitir, que um ser inconsciente, não é livre.

Acho que somos, arrogantes, infantis, soberbos e orgulhosos, em não admitir, que um ser inconsciente, não é livre.

 

 A inconsciência delirante

Dementes contentes


Quem sou eu?
Quem está no comando deste aparato de carne?
O que é a chama de vida que me move?
De onde eu vim?
Para onde eu vou?
Quem é que comanda o que acontece com ele quando dorme?
Somos a inconsciência pura. Nada sabemos
Mas agimos como uma criança "birrenta", queremos por que queremos ser livres, mas livre de quê, do que fugimos?
Quem é que da liberdade para uma criança?
Burrice seria deixar um ser inconsciente, sem "vigilância".
Acho que somos, arrogantes, infantis, soberbos e orgulhosos, em não admitir, que um ser inconsciente, não é livre.
Pois lá no fundo da inconsciência, mesmo mortal, nos consideramos "Deuses", uns acham isso, outros tem certeza.
Se és um Deus, tens o livre-arbítrio, se não, não.
Mas dizem que todo "Deus", um dia cai de seu pedestal.


Eu sou pura inconsciência
Nada sei da realidade que me toca
Desconheço as repercussões reais de meus atos
Mas quero ser livre
Este sou eu
O homem

O todo poderoso Google não responde a reclamações

Roubaram minha imagem na internet do google meu negócio. Assim, quando uma pessoa faz pesquisa no google com algum problema hidráulico,...