terça-feira, 11 de junho de 2013

O capitalismo selvagem

Capitalismo sanguessuga de almas

Sob a capa do capitalismo

O conforto do homem moderno é mantido as custas de muito sofrimento e sangue daqueles que são massacrados pelo capitalismo selvagem todos os dias a todo momento, somente para satisfazer o supérfluo, sob a capa de uma vida melhor.
Um fazendeiro muito rico que criava porcos!
Para alimentá-los comprava o que sobrava de verduras e legumes de um grande distribuidor!
Quando o caminhão chegava em sua fazenda, ele mandava seus empregados selecionar o que prestava para dar a seus porcos!
Do outro lado do cercado uma fila enorme de famílias famintas aguardavam pacientemente!
Somente após ser separado o que serviria para alimentar os porcos é que estas famílias podiam entrar e pegar o que tinha sobrado para eles!
O resto dos restos!
É mais ou menos assim que funciona a coisa!
A conta do capitalismo é impagável.
Diamantes de sangue
Chocolate do tráfico de crianças
Exploração desenfreada dos recursos de manutenção à vida do planeta
Mão de obra escrava
Propriedade privada
Acúmulo de Bens
Parasitas sociais
A lista é enorme e não é nossa intenção descriminá-la, mas tão somente exemplificar.
É a exploração do homem pelo homem! Para não dizer também a humilhação do homem pelo homem!
E depois ainda dizem que é preciso "produzir" para matar a fome de muitos, é preciso sim, mas para o deleite de poucos.




“Com o tempo, a própria ciência, seguindo seus preceitos cartesianos, mostrou que o todo tem natureza diferente das partes que o compõem”. Além disso, esta ciência nos levou a vislumbrar mundos muito além de nossa percepção sensorial. Ela nos mostrou, pela matemática, pela física subatômica, pela astronomia e por diversas outras fontes de estudo e observação, uma natureza multidimensional e interconectada do universo. Ela nos mostrou que nós somos, influímos e criamos a realidade também. Ela os mostrou que os pensamentos são energia criadora e fluem entre nós e o universo ao qual estamos inseridos e do qual fazemos parte. Assim, a própria ciência racionalista nos apresentou um universo de consistência físico imaterial, demonstrou que nossos cinco sentidos físicos são insuficientes para observar a totalidade do que nos cerca e acabou por superar os próprios paradigmas que a definem.

Leia também o resgate de uma vida esquecida
 http://www.sendoluzmaior.com/2013/06/o-resgate-de-uma-vida.html

O todo poderoso Google não responde a reclamações

Roubaram minha imagem na internet do google meu negócio. Assim, quando uma pessoa faz pesquisa no google com algum problema hidráulico,...