domingo, 2 de junho de 2013

Inclemência da adolescência- No desabrochar da vida

 No desabrochar da vida Em plena primavera Do alvorecer da existência Uma tendenciosa efervescência

 

No desabrochar da vida

Um presente do "existir"




No desabrochar da vida
Em plena primavera
Do alvorecer da existência
Uma tendenciosa efervescência
Hormônios em flor
Ditam uma regra
Quentura de sangue
Um verdadeiro clamor
Quer tudo do porvir
Se faz revoltoso
Se faz inclemente
Até parece dolente
No corpo vulcões
Nas veias a larva
Uma pressão insiste
Explode emoções
Copos de água tempestuosos
O são a maturação
Um presente do "existir"
Para o ser sentir

Leia também o resgate de uma vida esquecida
 http://www.sendoluzmaior.com/2013/06/o-resgate-de-uma-vida.html

 Sidney Santos das Neves

O todo poderoso Google não responde a reclamações

Roubaram minha imagem na internet do google meu negócio. Assim, quando uma pessoa faz pesquisa no google com algum problema hidráulico,...