domingo, 7 de abril de 2013

Quando o dia é da caça


Contra a força, não há resistência, a não ser, que haja união.



À vestimenta de culpa

À vestimenta de culpa minha Por trás de teus olhos me faz Lembrar amor que continha Mistério, alegria e paz