quinta-feira, 18 de abril de 2013

Aprisionamento mental

Síndrome de Estocolmo.

Vítimas de traumas psicológicos


             Natascha Kampusch desapareceu a caminho da escola, na Áustria, em 1998. Em 2006, aos 18 anos, ela reapareceu em um jardim de Viena depois de escapar da casa de seu raptor aproveitando um momento de distração. Em uma declaração à imprensa, ela afirmou o seguinte sobre os oito anos que passou trancafiada em uma cela abaixo do porão do homem que a sequestrou; "Minha juventude foi bastante diferente. Mas também evitei diversas coisas - não comecei a fumar ou beber, ou a andar em más companhias".

              Natascha havia ficado tanto tempo aprisionada que tinha dificuldade de perceber com clareza a realidade, vítima que foi de um forte trauma, em um gesto desesperado e em geral inconsciente de preservação pessoal, ela parecia estar sofrendo de síndrome de Estocolmo.

              De um modo geral quando existe um desequilíbrio extremo de poder, a parte oprimida se submete para sobreviver e se adapta as condições impostas é o poder de adaptabilidade, que é uma característica não apenas humana.
Síndrome De Estocolmo

Lúcifer, o projetista

Niom se manifestava através de um universo infinito, com bilhões de dimensões imateriais, onde o elemento de criação era o mais sutil de...