segunda-feira, 25 de março de 2013

Selva de pedra

Na selva de pedra Vidas são ceifadas Neste mundo de sombras Sem direito a relva

Imprudentes de lata

Na selva de pedra


Na selva de pedra
Vidas são ceifadas
Neste mundo de sombras
Sem direito a relva

Imprudentes de lata
Bebem diesel
Vomitam ruídos
Exalam fumaça

Pés de borracha
Desmancham sonhos
Sorrisos inocentes
Pela cachaça

Na selva de pedra
O homem
Busca conforto
Num cio selvagem

Em sua busca
Por luxúria
Encontra
A própria fúria

Passo a passo
Dia a dia
Matamos a magia
Nossa estrela guia

Na selva de pedra
Em meio
Ao desatino da lida
Teima a vida

Prossegue não olha
Abdica do homem
Que a si mente
Desconhece a vertente

Solitária brilha
Mostra o rumo
Refaz o caminho
Traz a vitória

Conseguida na guerra
No ventre de si
Contra si
Onde o amor prospera

O todo poderoso Google não responde a reclamações

Roubaram minha imagem na internet do google meu negócio. Assim, quando uma pessoa faz pesquisa no google com algum problema hidráulico,...