terça-feira, 26 de março de 2013

Conto ou realidade?



Sonho é como gosto, não se discuteSonho de verão

Era dia do meu aniversário, acordei e ao fazer minha higiene pessoal, lembrei-me do sonho da noite anterior, estava passeando no parque municipal da cidade onde morro, com uma moça loira, de olhos azuis, que morava em uma outra cidade, tinha acabado de conhecê-la e estava mostrando a cidade para ela, estávamos enamorados, e ela iria embora ao final do dia, as cenas se sucediam, abraços, brincadeiras, carícias e no final das contas ela disse "Adeus".
Sonho é como gosto, não se discute, a imagem dela ficou viva dentro de mim. A noite amigos fizeram uma homenagem para mim, em uma pizzaria muito bem frequentada, tipo "top de linha", reunimos algumas mesas pois éramos umas cinquenta pessoas, colocaram uns palitos de fósforo em uma pizza e cantaram o "parabéns" para mim, estava bem a vontade, leve, livre, solto e sem namorada. Pois não é que olho em torno e vejo a "garota do meu sonho", em uma mesa próxima, aparentemente acompanhando a irmã e o namorado, quem me conhece sabe que sou direto e objetivo, pois bem, pedi licença "para galera" e fui sentar sozinho em uma mesa de frente a dela e fiquei ali olhando-a, admirando sua beleza e refletindo se o sonho se concretizaria.
Não sei disser por quanto tempo a paquerei apenas com os olhos, pois no momento que ela me percebeu a convidei para se sentar ao meu lado, ela recusou, mas fez um sinal para me juntar a ela, com a irmã e o namorado, meia hora depois já estávamos abraçados e nos acariciando, como se já nos conhecêssemos de longa data. No outro dia a busquei na casa da irmã e a levei a vários lugares, inclusive no parque, era domingo e pudemos aproveitar bem o dia, a noite me despedi dela na rodoviária, ela entrou no ônibus retornou a sua cidade e nunca mais a vi, exatamente como no sonho, quando ela disse "adeus". Depois de tal evento conhecer as pessoas primeiro em sonho, virou rotina, foi assim com meus amigos, minha amada, meus filhos e neta que os conheci bem antes de nascerem, acreditem, pois é real, a menos que este mundo seja sonho e o sonho realidade.

Amor incondicional-As diversas formas de amar

Até na morte te encontrarei

 Curando suas feridas




Te demonstrarei o amor
Durante minha vida
De diversas formas
Até na morte te encontrarei
Passarão a terra e o céu
Mas o amor permanecerá
Vivo em essência
Buscando sempre encontrar
Um caminho que chegue a ti
Um motivo, um desejo
E sempre te achar
Mergulhando profundo
Desvendando seus mistérios
Curando suas feridas
Te iluminando
Removendo seus medos
Amortecendo seus passos
Suavizando suas dores
Em ti existindo
Sendo teu sangue
Sendo teus pulmões
Sendo teu coração
Sendo tua pura emoção
Serei tudo em ti
E para ti
No entanto, separados
Não me perceberás
Pois, por amor
Me tornei o próprio
Vivendo da alegria
De apenas amar
E para tal
Não careces
Me ver
Nem perceber
Sou incondicional
Vivo amando
Apenas sentindo
Não sou racional








segunda-feira, 25 de março de 2013

Por teu olhar

 Tuas vestes de paz Me fazem valente Me sinto capaz De vencer a morte Cruzar os mares Dobrar o tempo Eternizar a vida

Chamas ao vento

Vencendo limites


Sempre as lembranças
As luzes de velas
Chamas ao vento
Sobrevém a esperança
Névoas passadas
Que de tão perto
Sinto o toque
Mãos de seda
Suavidade quente
Respiração ofegante
Aperto de saudade
Perdido no tempo
Falha-me a razão
Grito seu nome
Cadê seu perfume
Suave e leve
Branco esvoaçante
Tuas vestes  de paz
Me fazem valente
Me sinto capaz
De vencer a morte
Cruzar os mares
Dobrar o tempo
Eternizar a vida
Com três pedidos
Te devolveria a viva
Lhe tornaria imortal
Te faria livre, querida
E por fim
Vencendo meus limites
Seria para ti
Apenas luz
Sem principio
Meio
E fim
Vivendo apenas
Por teu olhar
A finalmente
Me enxergar

 http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=244454

Nosso amor floresce

Face tua, sua alma

 

Luzes de nossas almas

Alimentado com paixão



Tua face me acalma
Nosso amor floresce
Banhado pelos raios
Luzes de nossas almas

Nosso amor floresce
Adubado com emoção
Regado com saudade
Alimentado com paixão

Selva de pedra

Na selva de pedra Vidas são ceifadas Neste mundo de sombras Sem direito a relva

Imprudentes de lata

Na selva de pedra


Na selva de pedra
Vidas são ceifadas
Neste mundo de sombras
Sem direito a relva

Imprudentes de lata
Bebem diesel
Vomitam ruídos
Exalam fumaça

Pés de borracha
Desmancham sonhos
Sorrisos inocentes
Pela cachaça

Na selva de pedra
O homem
Busca conforto
Num cio selvagem

Em sua busca
Por luxúria
Encontra
A própria fúria

Passo a passo
Dia a dia
Matamos a magia
Nossa estrela guia

Na selva de pedra
Em meio
Ao desatino da lida
Teima a vida

Prossegue não olha
Abdica do homem
Que a si mente
Desconhece a vertente

Solitária brilha
Mostra o rumo
Refaz o caminho
Traz a vitória

Conseguida na guerra
No ventre de si
Contra si
Onde o amor prospera

sábado, 23 de março de 2013

Da dor brotar amor


Uma fortaleza sem amor
Erguida na dureza da rocha
Uma cena que encena
Morada de sofrimento e dor

No peito uma esperança
Uma espera que busca
Um milagre de flor
Da dor brotar amor

sexta-feira, 22 de março de 2013

A lenda do nascimento das rosas



Em uma época distante, esquecida pelas brumas do tempo, em um planeta lá nos confins do universo, onde a morte não existia, outrora foi morada de seres, que aos nossos olhos, seriam considerados Deuses, pois estes viviam em torno de um milhão de anos dos nossos e quando seus veículos de expressão estavam gastos, eles simplesmente clonavam a si mesmos e transferiam a essência de vida de seus corpos para outro, descartando o anterior, no interior do planeta, que os absorvia.
Em um determinado momento um grande asteróide é descoberto em rota de colisão com aquele planeta e tudo explode, formando uma imensa bola de luz, expelindo material incandescente em todas direções, um destes fragmentos viaja bilhões de anos, até finalmente colidir com a terra, centenas de anos depois surge neste local a primeira roseira, com rosas das mais variadas cores e perfumes, contam lendas antigas, que as rosas são a essência desta raça, que em momento oportuno renascerá na terra.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Um mundo mágico



A magia do encontro

Um pingo de chuva

Um oceano

Fonte e razão

Essência eternizada

Sensibilidade de poeta

Mil formas em verbos

Palavras vivas

Manifestam criatividade


A magia do encontro

Da tristeza e o sorriso

Da lágrima e a alegria

Do amado e a saudade

Da raiz e o nutriente

Da luz e das trevas

Do rio e o mar

Do caminho e o destino

Do nascimento e a vida


A magia do encontro

Terra, semente

A germinar

O amor

Nos corações

Se realizando

A encontrar

O objeto

Amado



A magia do encontro

Da vida

Com o ser

Chamado humano

Que canta a vida

Chora a morte

Amores perdidos

Desilusões

E dores



A magia do encontro

Do meu canto

Que louva

A magia

Esquecida, abandonada

Contraditoriamente

Em um mundo mágico

Observado

Anuviado



Sim, magos

A magia existe

Em cada ato

Em cada forma

Manifesta

Pela vida

Nesta seara

De semi deuses

Descalços

segunda-feira, 18 de março de 2013

Auê, sinal da cruz



Escrevo verbos

 Deslizam amores

 



Verbos vivos
Deslizam amores
Com emoções
Superam razões
Entoam canções


Escrevo verbos
Sinal da cruz
Cruz credo
O pé
Não arredo
Por credo
Pelo quê
Faço auê
Não vês
Por quê?

Luz de minha alma


Corro para me curar
E iluminar
Pois
Este vazio
De ti
É este
Buraco negro
Em mim

sexta-feira, 15 de março de 2013

quarta-feira, 13 de março de 2013

Mensagens poéticas


 Re: Um presentinho dos DEUSES
Eu não acredito muito nesta realidade física, quando estamos em estado de relaxamento total,mundos se descortinam diante nós, pessoas que desde sempre a conhecemos, sem nunca a termos visto em vida, lugares que conhecemos profundamente, mas que jamais estivemos lá.
Lembranças vivas de mundos distantes, assim como para a maioria é impossível acreditar na imortalidade, por se encontrar em veículos tão fragilizados, pra mim é impossíveis deixar de crer naquilo que vejo, com olhos internos, simplismente por saber que existe outra visão outros mundos, sejam pararelos dimensionais ou não.
Não porque me disseram ou veio de tradição de família, ou li coisas na qual acreditei, não, é porque é, o que vivo, assim como voces fazem um passeio, comem, trabalham, casam, vivem, existe outras vidas dentro da vida, é por viver e saber e não se acomodar com isso é buscar,buscar,buscar perseverantemente.

Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=237801#ixzz2NSDgsrLS
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

Sinto muito-Me perdoe-Te amo-Sou grato

Sinto muito
me perdoe
te amo
sou grato

segunda-feira, 11 de março de 2013

Mãe, voa o voo dos livres


Todas despedidas são dolorosas 

Vozes que imploram por ti 





Todas despedidas são dolorosas
Despedir me de ti me dói a alma
Esta que um dia entrelaçou se a tua
Num regozijo celestial de luz
Uma vida escapando no agora
Balançando entre dois mundos
Vozes que imploram por ti
Mãos trêmulas em afago
Ficará teu sorriso na minha alegria
Teu pranto na minha tristeza
Tua força na minha vitória
E teu amor na minha alma
Alce esferas benditas
Voa o voo dos livres


 

domingo, 10 de março de 2013

Um ponto de vista

Quem nos ama , nunca nos abandona de verdade, e é justamente, porque uma das provas do amor é libertar, o objeto amado..
E quem liberta solta a si mesmo.
É um aprendizado para nos todos.
Apenas um ponto de vista.
Abraço de luz

 Um ponto de vista

A eternidade de viver

 Sonhos são reveladores

Um lugar totalmente desconhecido



Geralmente meus sonhos são reveladores e são uma rota que sigo, pois resolvi dar crédito total, amplo e irrestrito ao meu interno, o desta noite mexeu muitíssimo comigo, nem de longe consigo penetrar o seu significado, porém faço algumas reflexões.
No sonho estava na companhia de um "pai", que tinha vários filhos e filhas, ele me pediu que os "olhasse" por um tempo, pois ele tinha assuntos urgentes a tratar, e em seguida sem que eu tivesse a oportunidade de decidir, desapareceu.
Estava num lugar totalmente desconhecido para mim, parecia ser um parque ecológico, destes com grama no chão, bancos e poucas árvores, de repente as crianças, que eram cinco no total, começaram a correr, cada uma em uma direção, e de nada resolveu os meus gritos, elas sumiram, só tive como segurar uma, estava ainda sem saber o que fazer, quando, o 'pai', voltou.
Só que desta vez ele não si apresentava como ser humano, ele era, uma luz viva, e através dele e dentro dele, podia si ver, todas as luzes, todas as estrelas e tudo que era luminoso e quando ele si movia, tudo si movia com ele, pois ele era "tudo'', tudo era ele, todas as galáxias, toda a vida, nele estava contido, todas as divisões que minha mente fazia tinha um único resultado, ele.
Com isso minha alma acalmou, pois compreendeu que todos os filhos e filhas, correram para o mesmo lugar, ele.

 A eternidade de viver

Abismo de mim

 Mergulhado num profundo abismo de mim

 Buscando desesperadamente chegar a superfície



Mergulhado num profundo abismo de mim
Buscando desesperadamente chegar a superfície
Ao emergir sacio minha sede de ar, que me invade 
Percebo me náufrago em meio a vagas, é noite de alma em mim
Procuro frustrar a morte, amando a vida, mantendo a esperança
Sem guiança olho ao longe a lua em mergulho noturno
As estrelas no céu ignoram meu infortúnio
Uma ou outra piscam entre si em zombeteio
Aos poucos minam-se os esforços, rendo-me
Quando tudo me parecia perdido
Uma corda é jogada em minha direção
Olho para ela
Uma voz grita: A corda
Seguro a corda, a voz insiste: A corda
Era sonho, acordei, suado e molhado
Porém muitíssimo aliviado.

  Mergulhado num profundo abismo de mim

sábado, 9 de março de 2013

Encanto perfumado

Hoje o meu canto, canta
A beleza do amanhecer
Do amor em melodias "gorjeadas"
Com este canto, farei um "encanto"
Criando luzes mil espalhadas
Mensageiras, atirando rosas
Pétalas  de mim
Um encanto
So para perfumar
Os pés a pisar em mim
O destino a escolheu
Para viver  um amor
Tão mágico assim

sexta-feira, 8 de março de 2013

Experiência fora do corpo

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Experiência fora do corpo

Experiência fora do corpo

Acordei  levantei refletindo sobre um sonho que havia tido, bebi água e fui olhar o céu, coisa que faço, sempre que acordo no meio da noite.
Subi na lage, local preferido da minha filha mais nova , sentei na cadeira que ela havia deixado lá e fiquei a olhar o céu, me rendendo a imensidão da Fonte que tudo é.
Depois desci fechei a porta da casa e para meu espanto total, quando entrei no quarto para dormir , MEU CORPO estava deitado na cama, naquele momento eu me dei conta que minha consciência havia saído do corpo, sem que eu percebesse.
 Antes que a mente pudesse raciocinar a consciência assumiu o controle do corpo.
Então novamente me levantei pra beber água, quando cheguei na sala, vi que a janela estava aberta, quando aproximei para fechá-la, a janela dava direto no cosmo, era um portal, voltei ao quarto sem beber água, meu corpo permanecia adormecido.
Pela segunda vez havia me locomovido apenas com a consciência esquecendo de levar o corpo, me perguntei - Vai ser assim a noite toda?
Mas não foi não, adormeci e não tive mais nenhum evento naquela noite.
Quando li os livros do Lobsang Rampa eu tinha 27 anos, ele falava que se levava em média 7 anos de trabalho árduo na direção do espírito, para poder se deslocar conscientemente sem o corpo e poder retornar a ele, eu levei 26 e pra ser franco, não achei nada extra ordinário, até me incomodou bastante pois queria dormir e não conseguia.
 Eu acredito na vida além do corpo, sempre digo pra todos que não creio na morte, parece que já estava mais que pronto pra isso.

terça-feira, 5 de março de 2013

Filha, minha extensão do amor


 Meu escudo

 Um aprendizado



O amor é muito mais
Que palavras
Sentimentos
Gestos
Emoções

O amor
Consegue
Ser tudo
E nada
Ao mesmo
Tempo

Te amo
Além
Do tempo
E do espaço

Amor por
Ser tudo
É renuncia
Também

Já travei
Batalhas
Lutas
Guerras
Por ideal
Por amor

Meu escudo
E minha espada
Entreguei
A um poder maior

No entanto
Não importo
De lutar
Por ti
Outra vez

Se ainda
Não o fiz
É por
Ponderar
O melhor
Caminho

E o que
É melhor
Para o
Seu bem
Em toda

A extensão
Do amor

Amar por
Ser tudo
É também
Consciência

O melhor
Curso na
Escola
Do amor
Me ensinou
Que quem ama
Liberta

A grande
Maioria dos humanos
Não sabem amar
Pois prendem

Meu trabalho
É libertar
Por isso
Posso continuar
Aprendendo a amar

O amor
É um aprendizado
Tão imenso
Quanto o infinito.
Te amo atemporal

Cura de doenças inflamatórias e arlegias

Cura de doenças inflamatórias e arlegias

 Cura de doenças inflamatórias  

 

Cura de doenças





Outro dia uma vizinha que gosta do suco de gengibre que faço, levou um pouco pra casa e deu pra filha que estava com crise alergica, em menos de meia hora a crise passou, o mesmo aconteceu com outras pessoas que sofrem de alergias e tive oportunidade de ajudar. O gengibre não pode ser fervido ou perde a propriedade, nem adoçado com acucar.
Para alergia a receita É: 1 litro de água, 5centímetros de gengibre no mínimo, 1 cenoura, o suco de 1 limão, 1 maçã com casca, mel a gosto.
Junte todos os ingredientes picados, exceto o limão e bata no liquidificador, por uns 3 minutos, para triturar bem mesmo, coe com peneirinha e acrescente o suco do limão.
Ingira 250 ml 1/4 de litro de hora em hora, até acabar, de um modo geral, esta receita, autenticada por vários médicos, serve para, naúseas, enjoos, intestino preso, inflamações (inclusive emocionais), gota, artrite, irritação, alergias, e mais uma lista enorme. Partilhando a todos os meus contatos em 22/02/2013

leiam-me

segunda-feira, 4 de março de 2013

Culpa sua



Minha, sua, nossa Maestria

 Nossa maestria

Poesia é mapear as estrelas da alma


Poesia não é o que se escreve
É externar emoções em tinta
É mapear as estrelas na alma
É o desabrochar da Maestria
Única, individual e exclusiva
Sem igual na escala da vida
Viver é a mais pura poesia

 Poesia é mapear as estrelas da alma

domingo, 3 de março de 2013

Social, uma pessoa social

Antissocial

Tapinha nas costas

Uma pessoa muito social é uma pessoa falsa? Vejam os políticos que ficam rindo pra todo mundo, abraça e beija as crianças. Somos seres emotivos, vai ter dia que não vais estar a fim de sorrir, conversar com ninguém, dar tapinha nas costas, e então como é que faz, admito sou antissocial, é raro ir a festas, o mais perto que cheguei de ser social, foi através dos trabalhos sociais, mas sempre muito sério e de poucas palavras. Aquele que gosta de escrever é de natureza introvertida ou não? Minha filha é o oposto de mim, mexe com "Deus e o mundo", atraí opostos?Os opostos se atraem?

Sobre a energia do perdão

 Paz nos corações

 Amar de forma incondicional




Bom dia, paz nos corações, acho que o perdão é uma virtude do coração que um dia pelo menos, aprendeu a amar de forma incondicional.
 amar de forma incondicional

A todas as rosas

A rosa canta manhãs em orvalho

Reza o amor que brota e encanta





A rosa canta manhãs em orvalho
Festeja a vida e chora a morte
Deixa perfumada a mão que a oferta
Reza o amor que brota e encanta
Adorna o coração poeta
Se branca brinda a paz
Vermelha é paixão, pura emoção

Deus, Jesus cristo, guerra no céu e Diabo

Sim, uma confusão infernal até para explicar. Vamos lá pela vertente criacionista da forma mais simples possível. Dentro da sociedade có...