quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Sonho de criança

Eu e minha filha mais nova de sete anos, caminhávamos, quando para minha surpresa, me perguntou qual era o meu maior sonho de criança.
De pronto respondi que era ser padre.
E enquanto ela argumentava me incentivando a nunca desistir de meus sonhos e partilhava os dela, meu pensamento voltou ao passado .
Morava bem de frente para a igreja católica, e lá eu era '' coroinha'', minha tarefa era lavar a mão do Padre e quando ele erguia a hóstia e a consagrava eu tocava o sino.
Para mim ser padre, era ser o elo de ligação entre DEUS e os homens, era o que queria para minha vida.
Um dia o meu amigo Padre, me disse que estava tomando a decisão de ''largar a batina'' para poder se casar em uma outra Igreja e que um dia eu já mais maduro, poderia compreender.
Eu tinha na época os mesmos sete anos de idade, que minha filha tem hoje.
Enquanto aquela notícia abalava toda uma ''comunidade'', eu me sentia honrado, pela atenção que ele teve comigo e nunca  julguei sua atitude, pois sempre fui convicto que devemos seguir o '' coração''.
Hoje refletindo ao escrever sobre o assunto, agradeço, por não ter me tornado Padre, pois se o tivesse feito, poderia ainda estar "ACORRENTADO A DOGMAS RELIGIOSOS" , o que é o oposto de meus ideais LIBERTADORES.
Respeito profundamente todos que buscam a Deus, das mais variadas formas,  por ''compreende-los'', no entanto, tudo que assumimos de ser nesta vida é exatamente como o Cosmos, o universo, sempre, eternamente em expansão, num crescendo infinito.
O meu sonho de liberdade é muito parecido com o iluminismo ( Segundo os filósofos iluministas, esta forma de pensamento tinha o propósito de iluminar as trevas em que se encontrava a sociedade).
Destaco que os temas que abordo não tem caráter religioso, talvez filosófico.
Mas o meu pensar é Libertador, pois de certa forma, somos Prisioneiros de uma Sociedade que nós mesmos Criamos.
Segundo meu ponto de vista, eu posso sim mudar o mundo, a partir de mim mesmo, e eu não espero no amanhã, eu realizo no ''hoje''.

Abraço luminoso a todos que vierem a ler este texto.

sendoluzmaior

Pingos De Luz