segunda-feira, 30 de abril de 2012

Compaixão e realidade, reinar soberano sobre si mesmo.

Compaixão e realidade

Reinar soberano sobre si mesmo


É vivendo momentos inusitados, que percebemos a nós mesmos.
A exatos 26 meses que na derrota, foi onde consegui a vitória.
Pode parecer contraditório, mas existe em nós um mundo de eventos desconhecidos, onde não existe contradições e sim o necessário a realizações, acima das nossas expectativas humanas e pessoais.
Vejo como é bom reinar soberano sobre si mesmo e não ficar a mercê de forcas sem controle, como as que nos remetem aos instintos básicos do ser animal, como comer, beber, instinto de preservação, segurança, conforto, egoísmo, paixão, sexo e vícios em geral, além de uma total falta de clareza, inerente a animalidade.
Ao romper com elos tradicionais, o ser humano se remete a energias que estão no rol de suas potencialidades, ocultas.
Animal tem tudo, menos clareza de propósito

O que faz o amor brotar nos corações?
Perdidas no esquecimento ficaram as juras de amor eterno



Não importava como tinha sido

Não fazia diferença os percalços

Se havia sido intenso ou não

Se havia luz ou trevas

Se era amor ou paixão

Se era destino ou acaso

Se tinha acertos a fazer

Vidas a resgatar

Absolutamente nada me deteria

Qualquer que fosse o obstáculo, seria removido

Com o rugir dos leões

Reuni meu exército e fui atrás

Não fiz a guerra, a não ser comigo mesmo

As lembranças de vidas passadas, eram a bússola

No entanto o inesperado

Minha amada não cumpriu o prometido

A perda de memória lhe caiu como mortalha

Perdidas no esquecimento ficaram as juras de amor eterno

Só em meu peito elas estavam vivas

Resolvi reconquistá-la

Foi a mais dura batalha já travada

Foi a mais frustrante derrota vivida

Queria apenas ver amor em seus olhos

Consegui feitos que beiram o impossível

A única coisa que queria era ver o amor renascer naquele coração

O que mais queria não aconteceu

O amor não renasceu

Os leões se calaram

A chama se apagou

Restou as cinzas

O que faz o amor brotar nos corações?


Perdidas no esquecimento ficaram as juras de amor eterno

Deus, Jesus cristo, guerra no céu e Diabo

Sim, uma confusão infernal até para explicar. Vamos lá pela vertente criacionista da forma mais simples possível. Dentro da sociedade có...