terça-feira, 2 de agosto de 2011

Sob a égide da luz

Sob a regência da luz

Espargindo clareza


Aquilo que contém não está contido.
A luz é mínima parte de uma realidade infinitamente maior que ela mesma e que a contem, que é o vazio e a escuridão, o negro.
Observe a realidade da matéria a luz é um fenômeno físico da matéria.
Matéria e energia fundindo se em uma única realidade, e a luz uma realidade desta fusão.
99,9999 da realidade energia, matéria, luz é espaço vazio, é um imenso Lago negro.
Torna se bastante revelador refletir bastante sobre isso, a nossa percepção da vida ocorre nesta diminuta fração da vida, energia, matéria, luz, que equivale a 00,00001 por cento, nossa existência ocorre aqui, nesta diminuta fração, e deste milionésimo ainda teríamos que dividir pela capacidade de percepção cerebral de 3% sobre 100.
A nossa percepção é quase um zero absoluto, por isso somos tão facilmente enganados e manipulados, sem a menor chance de reação diante a realidade cósmica.
Vamos refletir sobre a realidade cósmica sob o ponto de vista do vazio.
Aquele que ilumina o planeta se mostra limitado pelo movimento giratório da terra, o que se traduz em dia e noite para nós.
Agora o que ninguém leva em consideração é que o próprio sol encontra se imerso no vazio e nas trevas, sendo esta uma realidade que ele tem que conviver e assim por diante até Canis majores a maior luz conhecida, que encontra se imersa neste imenso lago negro da existência.
A maior parte esmagadora da realidade cósmica é o vazio, o imenso lago negro.
Manter nossa consciência focada na luz, temendo o vazio, a escuridão é uma jogada de mestre, te fazendo amar o que é infinitamente limitado.
A luz é infinitamente limitada ao próprio alcance, já o vazio esta 99,99999999999 por cento em toda existência, sendo a luz esta ínfima parte, onde nossa existência ocorre.
Hoje mais do que nunca, observo como foi a raça humana facilmente aprisionada pela ilusão.
A luz é a grande ilusão, pois a grande realidade está onde ninguém quer ir buscar, no imenso lago negro que a tudo contem.
Vocês conseguem perceber como somos iludidos, já que as luzes que dessem nos trabalhar e que tanto amamos, elas mesmas estão submersas nas trevas, no vazio.
O aprisionamento deve se a esta dependência, somos seres que embora imersos no Grande Lago, preferimos não olhar para ele e nos enganamos com a luz de outrem, que se encontra na mesma situação.
Eu posso disser amem o vazio, porque o vazio é Deus, a mente de vocês pode até aceitar, mas se eu disser amem a escuridão pois as trevas é Deus, ai de pronto rejeitarão esta ideia, embora até a maior luz esteja sub julgada a ela.
A luz teme a escuridão, mas a escuridão não teme a luz.
Trevas e luz, nada tem haver com bem e mal.
A luz nunca ilumina o vazio, pois o vazio a contem e não o contrário.
Toda criação ocorre dentro do vazio.
Não existe evolução no sentido da libertação material, para aqueles que temem o vazio, a escuridão, as trevas.

Sendoluzmaior  em 02/08/2011

Lúcifer, o projetista

Niom se manifestava através de um universo infinito, com bilhões de dimensões imateriais, onde o elemento de criação era o mais sutil de...